segunda-feira, 27 de abril de 2009

:::Os Muitos Sentidos Do Nada::::

Fonte: atakcorp.wordpress.com


.ok. qual a medida exata para separar necessidades de futilidades?

.já discuti diversas vezes aqui sobre desejos. a corrida obsessiva a cada novo desejo. viver a sonhar com desejos possíveis e impossíveis. mas agora quero discutir além das minhas considerações genéricas sobre esse ato.

.quem nunca ouviu aquela estória sobre o vazio, o buraco que encontra-se dentro de cada um e que necessita-se preencher? já ouvi diversas piadas questionando sua validade, umas até muito cruéis. e o que me importa agora é dialogar com que tem boa-fé em acreditar que nem todo mundo tem respostas o suficiente para suas perguntas.

.você já se entregou a um impulso consumista? procura desesperadamente por alguém que te faça sorrir e sonhar? trabalha como um louco para alcançar o tão propalado sucesso profissional? malha músculos e extermina gorduras para fugir um pouco da sombra do anonimato?

.esses são apenas alguns exemplos de como arriscamos alguma parte das nossas vidas por algo que nem podemos identificar, mensurar, descrever. o pior é que não há muitas escolhas. ou enfrenta-se o desconhecido ou amargura-se o infinito do nada.

.e o problema não pára por ai. pois ocorre então eternos testes para encaixar certas peças nesse quebra-cabeça invisível. logo, o perigo de mirar sem alvo. você pode acabar machucando muitos inocentes. e você começa a questionar. coisas que talvez você nunca saiba direito o que é.

.e o vazio tende à expansão....

.será que somos os únicos responsáveis por nossas próprias piadas de mau gosto?

.abraço.

20 comentários:

Julio Marin disse...

Não sei, de forma alguma, se somos os responsávei ou não. No entanto, mesmo não seguindo os padrões impostos, mesmo não entrando na onda da "saúde" a todo o custo, fazemos parte de um grupo, ou pelo menos, podemos nos identificar com um.

Agora, esse tal vazio que tanto humorizamos, existe e na minha opinião, é necessariamente primordial para a reflexão do nosso ser...

Mas falando em piada... eu busco algo para preencher o meu vazio... huhuhu

O Pequeno Diabo disse...

eu nem gosto mais d pensar no vazio...

me dá uma tristeza!

ps: to p comentar dsd a ultima postagem, amei a foto do Antes do Pôr-do-sol... filme perfeito

xx

Dimas disse...

Perguntas difíceis... Dias difíceis:(

Gay Alpha disse...

Somos!
Hehehehe!!! E como somos!!!
Hugz, man!

Klero disse...

Escapismo. É o nosso esporte predileto.

Arsênico disse...

Persistência é tudo... acho que não devemos desanimar... até descobrir o que preenche esse vazio... um dia acabamos encontrando...

***

Gay Alpha disse...

Fala menino!!! Com certeza pecado todos temos... mas conta os teus aí... hahahaha!!! Valeu, man!!! Hugzzzzzz!!!

Bruno disse...

EU sempre acho que tudo na vida é uma questão de foco.
Por exemplo: Comprar roupas pode parecer futil e consumista, mas se vc pensar que roupas te fazem bem e que vc se sente mais legal e mais bonito... Então... Pq não?
Eu Sempre tento me sentir bem... E gasto uma graninha com isso e procuro não pensar muito em preencher um buraco que talvez não exista, ou que eu mesmo tenha cavado...
Esse assunto dava pra tomar uma legal!

Andre disse...

Acho sim que somo os unicos responsaveis pelas nossas piadas de mal gosto, o fato é que tudop é uma questão de escolha e escolher nem sempr e´fácil, aliás nunca é. Por isso gosto tanto do seu blogue, ele questiona coisa sque todos fugimos paa evitar a reflexão, mesmo que a resposta nunca seja encontrada perguntar é sempre bom!

Autor disse...

Somos sim.
Os únicos responsáveis pelo que permitimos que nos aconteça.

Felipe Garrido disse...

Amigo, eu penso da mesma maneira, mas se eu parar para tentar justificar a mim uma verdade que nada é indolor e que não depende de mim, jamais terei a oportunidade de ver a vida de outra forma.

Eu ainda acredito na máxima : "É melhor arrepender-se de tentar, do que amargurar-se de nunca ter tentado."

Latinha disse...

ai ai ai... então... Então, resposta simples.. sim, acredito que somos responsáveis por nossa vida e pelo o que nos acontece...

Na verdade... a questão está nas entrelinhas... muitas vezes fazer a escolha certa nos custa uma decisão que nem sempre podemos tomar... ou temos força para sustentar. Quem não sabe que deveria seguir em frente ou abandonar um "fantasma"... mas cade o querer... e a força para conseguir...

Agora acho queo mais importante é ter a consciência de que fizemos as escolhas por nós mesmos... e depois não culparmos ninguém!

Grande semana para você!

FOXX disse...

só água, oxigênio e um pouco de comida (POUCO) é necessário, tudo mais é fútil

Latinha disse...

Boa semana para você!

Luan disse...

impulso consumista é comigo mesmo. foda-se.

e eu separo bem futilidade de necessidade, de acordo com a minha realidade.

bjao.

Mike disse...

Enquanto a gente sacrifica um aspecto da vida, tudo bem. O problema é quando a gente sacrifica todos...

Sexyback disse...

Oi Du, depois passa no meu blog
Bjs

Tom disse...

Eu acho que somos responsáveis diretos por nossas escolhas e suas conseqüências. O "vazio", creio, vem quando os nossos objetivos parecem ser "inatingíveis" - alguns até os são - e nada do que se faça parece ser suficiente para alcançá-los...
Não seria o caso de todos nos reavaliarmos, vermos o que realmente nos faz feliz e é necessário?

Arsênico disse...

Quiridjo... estás bem?... estás vivo?... porque sumiste?... estoy preocupado contigo... volte logo..

umBeijo!

***

Sexyback disse...

Pois é amigo, seu texto é pra se pensar e muito, na vida....
Bjs