sexta-feira, 3 de abril de 2009

:::O Passado Que Surge Sem Avisar::::

Fonte: eyesopenmarketing.co.uk

.ok. de algumas constatações, surgem novas necessidades.

.na conversa de segunda ocorreu um fato que por mais estranho que soe, nem dei tanta importância (apesar de divagar sobre isso agora): a menção dos ex's.

.eu, como não os tenho - e vamos classificar como ex, toda a pessoa com a qual você manteve um relacionamento estável, real e duradouro - nem teria como incluir tal assunto. mas como ele os tem, a possibilidade é maior.

.sei que não foi proposital, não tem nem porquê. mas o fato é que em algumas horas conheci (embora de forma rasa) praticamente todo o passado amoroso dele. e nada surgia do além, tudo tinha o seu contexto.

.é estranho conviver com tais presenças, mas não posso apagá-las, nem exigir que sumam. tento entendê-las, aprender algo ou então, ignorar.

.qual seria a atitude mais apropriada para lidar com uma situação delicada como essa? esse é o tipo de informação que cedo ou tarde surge sem pedir licença? e se te incomodar certos aspectos, é esperto calá-los na sua mente ou na boca do seu parceiro?

.abraço.

9 comentários:

Leo disse...

Bom... também não tenho exs... ou seja: não tenho a menor possibilidade de te falar nada por experiência própria!
Mas pelo que ouvia dos outros, eu sempre achei um tanto infantil as pessoas que ficam se prendendo em ciúmes do passado. É claro que os ex dele foram importantes em determinado momento e ele não vai poder simplesmente apagar isso. Você tem que aprender a conviver...
Mas cada caso é um caso, né?
Se fosse um ex super presente, acho que eu ficaria mais bolado...
abs

Autor disse...

Então, eu sou o primeiro namorado do meu namorado, rs...
Mas eu já namorei antes.
E ele tem uma séria dificuldade com isso. Sei que o incomoda demais a existência dos ex.
Ele mesmo diz que todos deviam morrer, hahahaha

O Pequeno Diabo disse...

calar na boca do parceiro

sem duvida

e ex eh ex, eh passado

eles poderiam estar juntos, mas ele esath cm vc

mas fikr remoendo isso, naum dah
xx

Serginho Tavares disse...

a solução é continuar vivendo
o passado fica bem onde está e o presente se vive agora para se fazer o futuro

abraços

FOXX disse...

não é estranho não
aquele passado faz parte dele
como o seu passado tb deve ter surgido na conversa...

vc se chocou pq não o tem a mesma experiencia...

Gay Alpha disse...

Dica de quem tem coleção de ex's: o passado amoroso afetivo sexual é algo de cada um. É do íntimo. Nada mais aborrecente do que um novo namorado que fica se assombrando com os fantasmas do outro. Se está contigo agora, é o agora que importa! E ponto!
Hugz!!!

Mike disse...

Querido, existe uma expressão para isso nos Estados Unidos. Quando você vai falar com seu atual sobre os ex dele, isso se chama "opening the eX-Files"...

Sabe o que se aconselha?

NUNCA, NUNCA converse sobre e se tiver que conversar, fale apenas o necessário...

pq esses fantasmas dóem e não interessa o que ele foi um dia, interessa o que ele é agora!

Arsênico disse...

Quiridjo... Passado é passado... fica lá atrás... e por mais que não lhe traga bons frutos... é melhor deixá-lo lá... no passado...

***

Anônimo disse...

recomendo super o filme ele simplesmente nao ta a fim de vc... Acho bem conectado com os desabafos do blog. Abs e serenidade