terça-feira, 17 de março de 2009

:::Surpresas Com Incertezas:::

Fonte: www3.nfb.ca

.ok. os inesperados tornam a vida mais interessante, mas nem sempre evitam os problemas.

.lendo uma entrevista da Vera Fischer para Contigo!, uma das questões aborda a possibilidade de um envolvimento com outra mulher. ela confirma a tentativa, porém relata incompatibilidade em seu caso.

.então, pensei nessa situção hipotética. será que é possível apaixonar-se por uma pessoa de uma vertente que não é propriamente a sua praia?

.isso parece mesmo teste de sanidade enviado pelo destino, mas como bem sei, tudo é possível.

.até hoje, pelo que vivi, acho difícil acontecer comigo. pois até pode rolar afinidade, companheirismo, química mas nunca tesão (nada contra as mulheres. é só gosto mesmo). e isso resolve-se com amizade. ou rompimento de relações em casos extremos. acho que já passei da idade para ficar confuso com esse tipo de coisa.

.e que a vida não me apronte mais uma das suas traquinagens....

.abraço.

11 comentários:

Arsênico disse...

miacudameupai... que nem eu quero uma confusion dessas... já me basta os problemas que tenho... não posso gastar com psicanalista... hahaha... mulher... só pra amizade...

***

outeabout disse...

Meu Deus... Você está saindo da zona segura, meu amigo. "Venha para a luz, Carol anne"...rs
Abraço

Daniel disse...

Oi, estava visitando o seu blog e deixando um Hello from London'.
se tiver um tempinho sobrando nessa vida agitada passa no SemBolso para ver a promoção que coloquei esta semana.
Dan
www.sembolso.blogspot.com

Luan disse...

cara... as surpresas do caminho so deixam ele mais interessante não menos confuso.

bração!

Klero disse...

Minha vida anda achando que é bolacha com sorriso... tá trakinas que só.

se a sua estiver no mesmo caminho, segure as rédeas! rs

Fernando disse...

Olha, não digo dessa água não beberei, mas só se estiver morrendo de sede meeeesmo! Hahahahahahaha. Bjos.

Serginho Tavares disse...

olha
eu posso dizer que com certeza dessa água eu não bebo mesmo mas fica a vontade se te bater a sede
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Gay Alpha disse...

Hum....
Disso que escreveste, duas certezas eu tenho:
1) A gente se apaixona de verdade por qualquer vivente. Seja qual for sua tribo. Amor, paixão desconhece regras e fichas limpas no SPC. E quem achar o contrário não sabe nada... hehehe!
2) Ler a Contigo é um hábito extremamente questionável... hahahaha!!!!
Abraços!!!!

Zephyr disse...

confesso que as vezes algumas me interessam, mas nao passa disso, hehehheehh..abrção

Heverton disse...

Seres humanos podem se amar, o que muda é a forma de expressar isso. O amor não pode ser de uma maneira com o casal nem de outra maneira para os demais. O amor em si é o mesmo o que muda é a forma de expressar isso(com seus familiares você expressa de uma maneira, com sua parceira (o) tu expressa de uma maneira, com amigas(os) de uma maneira). O que muda é a expressão. Amor no meu ponto de vista é uma junção de sentimentos. Podemos amar outras pessoas? Sim, porque não? Isso não quer dizer que você precisa se envolver com ela(uma forma de expressar) para isso. Ta muito confuso tentar explicar, desculpem e obrigado pela visita lá no blog Du.

O Pequeno Diabo disse...

eu tb naum tenho esses probs

eu gosto de fikr cm homens
mulheres são só brincadeiras

e só alcoolizado

realmente, não vamos criar mais problemas
xx