quarta-feira, 4 de março de 2009

:::Entre Caminhos Erráticos E Direções Imprevistas::::

Fonte: mdemulher.abril.com.br

.ok. eu acho que os mocinhos das tramas da Glória Perez são todos uns bundões.

.ontem, em mais um capítulo do meu vício diário, Bahuan deixa seu grande amor, Maya, a ver navios. ele a abandona e viaja para os Estados Unidos, onde pretende criar seu próprio negócio (com o intuito de "ser alguém" e exterminar todos os traumas em relação a sua casta). a desculpa? diz que não poderia dedicar-se totalmente a ela enquanto trava essa batalha pessoal. etc e tal. (e ainda pede que o espere por 1 ano!). - ah que cara mole! -

.nesses acontecimentos hipotéticos de uma realidade televisiva, pensei um pouco sobre escolhas. elas estão presentes no nosso dia-a-dia e embora nem todas tem o poder de mudar destinos e vidas, essas que se encaixam nas exceções criam certas guerras dentro de nossa cabeça.

.sei que é impossível uma vida sem dúvidas, perguntas e respostas. mas de certa forma, é cruel o que a vida nos apronta para oferecer o todo em partes das quais somente nos cabe uma delas.

.por exemplo. entre sucesso pessoal e profissional, qual é o mais importante? uma carreira brilhante, realmente o seria se você não tem com que compartilhar os frutos dela? encontrar sua alma gêmea apagaria frustrações de uma outra área incompleta? é possível estar bem em tudo? e ao tempo todo?

.é. felizes aqueles que conseguem o incrível feito de driblar a vida com algumas escolhas agregadoras e não excludentes.

.será que um dia jogarei minha sorte ao vento por um amor? (rs. tinha que ter algo do tipo no texto....)

.abraços.

8 comentários:

FOXX disse...

nós prentendemos ser completos né?
no meu caso por exemplo, eu tenho sucesso profissional, mas não tenho uma "alma gêmea" e isso me faz falta, não me faz infeliz, claro, mas faz falta

Arsênico disse...

Dúvida terrível... é cruel que sempre temos que abrir mão de alguma coisa por outra... porque não podemos ser felizes com tudo aquilo que sonhamos?... pois é... a vida as vezes é madrasta...

...umBeijo!

***

Fernando disse...

Menino, sabe que eu vi a novela ontem e pensei a mesmíssima coisa? A menina lá, com mala e tudo, e ele MANDA ELA DE VOLTA? Fala sério. Ok, surtei demais pra um primeiro comentário, mas deu pra vc ter uma idéia :P. Abs, e parabéns pelo ótimo blog.

Serginho Tavares disse...

esse casal principal dessa novela é tão sem sal
abraço

Leo disse...

É... complicado. Mas eu acho que cada um tem suas prioridades. Acho que um pouquinho de tudo rola. Tudo de tudo não...
Tô preocupado com o sucesso profissional. Acho que tendo uma vida estabelecida é mais fácil correr atrás do resto.

Gay Alpha disse...

Wellll... eu faço a linha de pensamento de que podemos, sim, conseguir driblar e fazer as coisas serem parceiras e não antagonistas!!! Tudo bem que pra cada escolha, existe uma renúncia... mas dá-se um jeito. E sobre os mocinhos da novela: odeioo mesmo! Abraços!!!

outeabout disse...

Imagino eu que o grande erro das pessoas é separarem pessoal e profissional, amor e sexo, isso e aquilo. Essa visão cartesiana do mundo costuma cegar os olhos pra tudo que está ENTRE X e Y e que, na verdade, é o mais importante, o motivo pelos quais estamos aqui. Bahuan é um arquétipo. Usava roupa indiana e cara de bunda enquanto era "loser". Mal resolveu abrir a empresa, já está de figurino novo (roupa social) e faz cara de "Raj". (In)Felizmente a vida é bem mais complexa do que a composição dos personagens da Glória Perez...

PAVINATTO disse...

"Inda bem" que me desviciei de nova das 21h... Toda vez que entra a Glória ou o Maneco eu me desvicio... Mas aí vem o Gilberto Braga, o Emmanuel Carneiro ou o Sílvio de Abreu e o vício volta.

Baci