domingo, 15 de março de 2009

::::A Arte Da Guerra::::

Fonte: elitalice.com

.ok. estou abastecido com muitas informações.

.nessa tarde de sábado tive uma conversa bastante esclarecedora com "o cara". está solteiro, com saudades e para confirmar todas minhas dúvidas, disse que estava novamente atrás de alguém. esse alguém sou eu.

.senti-me pairando sobre o céu. visto que tudo parecia se encaixar nas possibilidades que tanto iam e voltavam na minha cabeça durante tanto tempo. mas precisei de poucos segundos para voltar e decidir a manter a cabeça fria e os pés no chão. não posso criar expectativas impossíveis nem apressar o ritmo tão incerto que envolve tudo isso.

.então, agora preciso de estratégias. ou pelo menos um plano. para não atropelar fases nem trocar pés pelas mãos (coisa que sou eficiente e infalível).

.será que me mantenho otimista o tempo todo como o presidente Lula (apesar do PIB desabando, desemprego nas alturas, investimentos baixos, créditos escassos)?

.ou tento adiantar o máximo todo o processo como Cristina Kirchner (que pretende realizar eleições regionais argentinas antes da data prevista para focar mais tempo na crise mundial)?

.quem sabe mudar algumas coisas e preservar outras como Obama (que baniu o termo "combatente inimigo", mas permite prender apoiadores da Al Quaeda e Taleban sem acusação formal).

.nesse jogo do amor o requisito básico é que jogadores estejam lado a lado. mas como enfrentar todas as provas e dificuldades que aparecem? é necessário mesmo traçar um plano? ou é mais importante relaxar e deixar as coisas fluírem?

.abraço.

9 comentários:

Serginho Tavares disse...

jogos de amor são tão chatos. pra que jogar? se um quer e outro também está resolvido!

FOXX disse...

é mto necessário q os jogadores estejam do mesmo lado, do que adianta jogar contra qndo se fala em namoro...

Paulo disse...

Eu não vejo que estar com alguem seja como estar em guerra, na verdade, eu acho qe se você faz planos pra coisas acontecerem, talvez vcê não esteja sendo sincero.
Estar com alguem, eu vejo que é como er qe domar uma fera, pois o seu coração pode ser facilmente "domesticado" ou não.

Beijos

XX Bagoas.

outeabout disse...

Nosa, que texto bom, Du! Parabéns!:)
Abraço
Ps: desculpa não dar opinião sobre o assunto, mas é que me perco nele (mais do que você). Mas as comparações foram muito legais...

Arsênico disse...

melhor relaxar e deixar as coisas acontecerem...

***

il Bastardo disse...

Importante relaxar e deixar as coisas fluirem?
Será que conseguimos, nós seres tão ansiosos e carentes de sentimentos, boa sorte...
Adorei o blogger, linkei você...

Fernando disse...

Adorei o post, você resumiu bem as encanações que passam pela sua cabeça, e pela de muita gente (a minha entre elas, rs...).

Mas realmente, não sei se é necessário fazer planos. Na verdade, sempre que planejei as coisas acabei frustrado, pq elas nunca aconteceram como eu esperava. Deixe rolar, já que o carinha também parece estar a fim. Tudo que acontecer será para o melhor!

Um bjo!

Mike disse...

querido, faça como vc mesmo e pronto, seja mais racional do que o normal e fique frio... nao demonstre temer o cara, apenas de que de tudo que aconteceu voce saiu maduro e agora, mais do que qualquer coisa, não quer repetir os erros de antes, principalmente aqueles que colocavam ele em posição de destaque, entende?

tem selo pra vc!
beijos!

PAVINATTO disse...

I'm against relationships.