sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

:::A Questão Bi::::

Fonte: e-jovem.com

.ok. eu ainda tenho meus dilemas sobre bissexualidade.

.a questão não é acreditar se é real ou não, mas sim compreender como funciona o processo. e sei que para isso ocorrer ou é necessário ser o próprio ou então ter uma longa conversa com ele. e nenhuma das duas opções ocorreram para essa pessoa que aqui escreve.

.confesso que um tempo atrás minha opinião pendia para deduções rasas e tolas, como aquela que indica que todo bi é um gay que não assume (vamos dizer que existem sim casos do tipo, mas não é a regra comum). e depois de alguns anos, e um pouco mais de maturidade, minhas dúvidas agora envolvem mais o know-how.

.será que os bis são pessoas mais abertas/resolvidas com sua sexualidade? será a pansexualidade o caminho do futuro? abrir o leque de opções tornam as coisas mais fáceis ou complicadas? um namoro com um bi é mais turbulento? em caso de duas opções válidas, para qual lado o coração pende?

.é. preciso de uma longa conversa com alguém bi....quem se oferece?

.abraços.

.obs. como é semana de carnaval, voltarei a postar somente na quarta. aproveitem o feriado, na farra ou no descanso. e nos encontramos semana que vem (dispostos, com ressaca, relembrando namoros, renovados.etc....).

9 comentários:

outeabout disse...

Hmm... Complexo isso. ACho difícil falar de algo que nem quem é sabe, Du. Tipos que a galera considera que só por ser bissexual (na teoria, ter atração pelos dois sexos) significa que tenha que rolar tudo junto ao mesmo tempo agora. Se é um problema, depende do ponto de vista. Mas dada a pressão social em torno de questões de gênero, não acho que seja superficial considerar a bissexualidade como uma fase de transição (tanto que alguns psicólogos o fazem). De qualquer forma, eu também não tenho lá muita noção do que isso possa ser...
Abraço

Arsênico disse...

olha gatuh... sei não... nunca falei com nenhum tb...

mas não me arriscaria namorar um... se bem que já namorei sem saber... só depois descobri que o garoto foi até noivo...

G-Zuis me xicoteia com arame farpado!!!

***

Latinha disse...

Eu já gostei de uma menina... foi a primeira grande paixão da minha vida, eu teria casado com ela e provavelmente teria filhotes gordinhos agora. E não teria sido porque queria me esconder ou disfarçar nada...eu realmente gostei dela.

Depois já gostei de um garoto também, gostei tanto que chegava a doer...

Sinceramente? eu acho que o mais importante é a gente amar e ser amado... na prática não é tão simples assim, eu sei... mas a idéia "base" é essa!

Abração para ti!

Serginho Tavares disse...

eu não sou bi e nem meu namorado é e nem gostaria de ter um namorado assim! sinceramente é muito complicado se relacionar com bis e entender o mundo deles também. muitos são mal resolvidos e outros usam essa desculpa pra cair na gandaia!

Mariah disse...

ainda escrevo homo. mas quem sabe, até depois do carnaval tudo é possível.
a "pansexualidade" é o futuro tanto na previsão científica quanto na espiritual. defendem como um jeito da natureza dar continuidade na espécie. sei que, de fato, conheço alguns homosexuais e eles já estão a milhões de anos de evolução a nossa frente...pobres homosexuais condenados a mediocridade de um sexo determinado socialmente.
mas quem sabe, no carnaval, tudo é possível.
beijos

outeabout disse...

Não entendi muito a Mariah, nao..rs

Leo disse...

Eu acredito na pansexualidade como futuro, sim. Mas como um rapaz "old fashion" do presente, te digo que não transo muito bem essa coisa bi, não. Acho que como homo eu devia ser mais mente aberta e sem preconceitos, afinal já basta todos os que sofro. E por isso tento aceitar. Mas não entendo. Tenho as mesmas dúvidas que você e dá vontade de falar: Cara, decida-se! rss

Andre Dametto disse...

a natureza tende ao equilibrio, ao caminho do meio, e na sexualidade isso seria a bissexualidade... Sera q estou equivocado, sei la... ainda vou namorar uma mulher um dia. Bj

FOXX disse...

quero participar dessa conversa...