quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

:::Medindo Forças e Fragilidades::::

Fonte: journal.boblycat.org

.ok. estou começando a ficar cansado de bancar o forte toda hora.

.embora eu certamente não seja a pessoa mais forte ou resistente na face da Terra, é frequente entrar em conflito com situações onde me forço a exercer, interpretar esse papel.

.é dor aos extremos, porque você se põe a desafiar próprios limites, talvez ultrapassá-los, para não atingir ou ferir. ou em casos raros, para salvar algo, alguém.

.acontece com minha família, parentes, amigos. é recorrente com as pessoas com quem me relaciono.

.e um fator que complica ainda mais é a percepção de que isso faz parte da minha natureza. e combatê-la é tarefa árdua, contínua, exigente.

.muitas vezes quis simplesmente demonstrar fragilidade, ser o humano que sou. mas eu sempre penso. pois na pior das hipóteses, essa couraça de forte ainda é mais válida. e minhas perguntas também me levam a hesitar visto que não tenho certeza se há alguém para fazer o papel que numa situação normal cabe a mim.

.será masoquismo? insegurança? infelicidade? não sei. honestamente não tenho resposta. mas a procuro, junto com soluções.

.abraço.


7 comentários:

Luan disse...

nao é masoquismo. é comodismo.

a dor acaba sendo afrodísiaco.

e eu ando reprimindo ela demais tbem.

fica bem hein...

bração!

Mariah disse...

oi du
tantas vezes também me senti assim.
queria saber onde estão os fracos desta terra.
eu sempre me achei, e deixei que me achassem tão forte...hoje sei que não sou...mas talvez me sinta fraca até demais...
onde estão os "Conans" dessa Terra?

beijos e obrigada por, apesar do abandono, continuar visitando minha casinha

Autor disse...

Eu até banco o forte.
Mas que prefiro ser o consolado, ah, prefiro!

Andre Dametto disse...

querido, acho q a maior forca de um ser humano eh admitir qdo esta fraco e precisa de ajuda. Conte com quem vc sente q pode contar, abracao, Andre

Gustavo Miranda botadentro@ymail.com disse...

Ok. Obrigado pelo comentário no Bota Dentro. Dei uma passadinha por aqui e gostei do blog. Vou linkar lá, tá?
Abs

Mago disse...

Bem encontrei seu blogue através de Mariah, li muitas coisas, gostei de todas. Ineterssante a maneira que pensa sobre ser forte, eu não tenho muito opção, ou sou forte ou morro na praia e afogado, e quando estou fraco, metranco no meu quarto choro até passar a dor, rponto estou novo em folha pra levar adiante a minha vida, há pessoas qua contam com esta minha fortaleza. Um grande abraço e tudo de bom!

Venenoso disse...

seja vc mesmo. vc precisa ver quem eh vc... o durao ou o sensivel.

e seja feliz com o q vc eh, sem negar, sem reprimir.

bjo