terça-feira, 30 de junho de 2009

::::Escolhendo Vidas::::

Fonte: photobucket.com

.ok. todo mundo paga pelas suas escolhas.

.em "A Bela da Tarde", Séverine (Catherine Deneuve), infeliz com sua vida sexual no casamento, procura um discreto bordel onde satisfaz desejos de clientes e de certa forma, os seus.

.embora seja uma ação extrema, a opção dela é totalmente real, verdadeira. ao invés de calar suas necessidades, resolveu alimentá-las e vivê-las, ainda que de forma secreta. não era apenas pelo dinheiro, ela conseguia suas aventuras proibidas sem imacular sua outra vida.

.não defendo prostituição. não defendo adultério. não defendo mentiras. não defendo hipocrisia. mas defendo liberdade em utilizar certos meios para obter certos fins.

.claro, cada situação exige certas medidas e pesos. mas no momento em que danos são mínimos (ou inexistentes), qual o ponto de apontar o dedo ou condenar?

.viver duas vidas em segredo é necessário? viver uma vida só é entediante? viver várias vidas em uma mesma, expostas e conhecidas, é confuso? qual a luta para manter uma imagem exigida por todos ao seu redor? vale a pena igualar-se a outrem se isso é totalmente contrário a quem você é? qual a vida ideal? será que ela existe?

.abraço.

6 comentários:

FOXX disse...

e defendo prostituição sim
mas ora...

porque a pessoa não pode fazer uso do seu corpo como bem entender?

é contra a moral fazer sexo?
é contra Deus?

qual é o argumento que você pode usar para dizer que a prostituição é uma coisa ruim?
o corpo delas é usado como objeto? um trabalhador numa fábrica é uma pessoa? um professor numa sala de aula quando um aluno o ameaça com uma arma é uma pessoa? o mundo capitalista transformou homens em simples "força de produção", se eu posso vender minha força de trabalho ou meu conhecimento porque não posso vender meu sexo?

Gay Alpha disse...

Mas imagina se tu não ia aparecer, né? Apesar de sumido, tu é sócio do GA!!! Hehehe!!!! Hugz!

PH disse...

é, já passei por coisa parecida do que foi dito ali no posto.. na real, curti pra caralho o post.

vo te adicionar no msn, abraço.

Arsênico disse...

Cada um que faça o que bem entender... desde que esteja feliz néah?... Quem é o quÊ pra julgar os outros?...

***

umBeijo!

Bruno disse...

Eu acredito muito que uma vez que você diz a verdade não tem mais pra onde ir.
Dai se vc disser toda a verdade o seu coração vai pensar em tanta coisa, mas o seu cerebro vai dizer "move on" e isso é bem melhor!

Klero disse...

ter duas vidas? podemos ter tantas quanto quisermos, desde que sejamos sempre honestos conosco... é a única verdade que importa.